segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Boa oportunidade!

Para professores das escolas estaduais aproveitarem a oportunidade de fazerem pesquisas com alunos!!!


GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ

FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO PARÁ (FAPESPA)

EDITAL N. 013/2010 – FAPESPA/SEDECT/SEDUC

PROGRAMA PARÁ FAZ CIÊNCIA NA ESCOLA – PPCE

Visando o fortalecimento da melhoria do ensino básico, o Governo do Estado do Pará, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (FAPESPA) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (SEDECT), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação do Estado do Pará (SEDUC), torna pública sua iniciativa e convida os professores de escolas públicas da Rede Estadual de Ensino Médio e da Educação Profissional do Estado do Pará, a participarem do PROGRAMA PARÁ FAZ CIÊNCIA NA ESCOLA – PPCE e apresentarem propostas para obtenção de apoio financeiro, nos termos estabelecidos no presente edital.

1. CONCEITUAÇÃO

O Programa Pará Faz Ciência na Escola é uma ação criada pela FAPESPA/SEDECT que, em parceria com a SEDUC, pretende estimular os professores a elaborar e desenvolver projetos de pesquisa nas diferentes áreas do conhecimento; que tenham como reflexo em novas práticas pedagógicas, beneficiando a aplicação no dia-a-dia da sala de aula. A participação de professores e estudantes de escolas públicas do Estado do Pará nesta ação deve contribuir, de forma efetiva para a melhoria da qualidade de ensino.

2. RECURSOS FINANCEIROS

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos de custeio, capital e bolsas no valor global de R$ 5.760.000,00 (cinco milhões setecentos e sessenta mil reais) oriundos das seguintes fontes: FAPESPA R$ 2.760.000,00 (dois milhões e setecentos mil reais) e SEDUC R$ 3.000.000,00 (três milhões reais).

3. OBJETIVOS

3.1. Objetivo Geral

Apoiar a participação de professores e estudantes do Ensino Médio ou da Educação Profissional em projetos de pesquisa desenvolvidos nas escolas da Rede Públicas Estadual do Pará.

Leia mais

Texto extraído do Blog da CTAE

Nenhum comentário:

Postar um comentário