quinta-feira, 9 de julho de 2015

Uso de redes sociais na escola

Fonte:https://www.examtime.com/pt/blog/redes-sociais-na-escola/

Até a década passada, nos preocupávamos em como aliar a tecnologia ao currículo, levando o aluno ao laboratório de informática. Agora, com a explosão das redes sociais e a facilidade de acesso móvel à internet, a difusão dos celulares do tipo smartphones, ficou impossível não pensar em como aproveitar o potencial das mídias móveis para a educação.
A informática educativa saiu de dentro das salas e laboratórios de informática e agora está presente dentro da sala de aula, nos pátios da escola, nos corredores, enfim, nas mãos das nossas crianças, jovens e adolescentes. Basta um telefone celular e uma rede Wi Fi na escola e as paredes da sala de aula, os muros da escola e os limites do mundo são derrubados!!
E muito maiores são os questionamentos, tanto mais as dúvidas... se antes já não existia receita pronta, agora é que não há caminho pronto. Mas, sempre existem os desbravadores, aqueles que enfrentam as lendas, as teorias tenebrosas e nefastas, e jogam a caravela mar adentro, amparado apenas pela crença de que existe algo mais ali adiante. E assim também o é com a inclusão das redes sociais na escola. Principalmente no Centro-Sul do país, as escolas já estão se rendendo às redes sociais e as usando como aliadas na preparação dos estudantes e na comunicação entre alunos e professores. Estudantes a partir do 6° ano podem escrever em seus murais, enviar mensagens diretas e participar de grupos de interesses específicos. E esse espaço virtual é apenas coabitado por alunos e professores. São experiências que tem mostrado que é possível, e que o resultado é muito bom!
Aqui no Estado do Pará, ainda estamos na fase do enfrentamento de nossos medos e da indignação "como trabalhar com redes sociais num Estado em que a internet é instável?" Apesar disso, existem muitos profissionais desbravadores que já passaram pelo nosso curso "Redes de Aprendizagem" e já se aventuraram com seus alunos em experiências pedagógicas com o facebook.
As idéias de como inserir o currículo nas redes sociais são muitas: desde a criação colaborativa, onde alunos e professores podem criar conteúdo nas redes e convidar outras pessoas com o mesmo interesse a interagir, opinar e colaborar de diversas formas aumentando a qualidade do projeto; até formação de grupos on line, onde toda uma turma está envolvida em um mesmo tema, aproveitando a discussão e incluindo pessoas de relevância, como especialistas, que contribuam com a troca de conteúdos e informações, motivando os alunos.
Para saber mais das experiências com uso de redes sociais particulares das escolas, acesse aqui duas experiências com redes sociais em São Paul, uma utilizando a plataforma Moodle e outra utilizando uma ferramenta simples - até considerada por alguns, ultrapassada - o blog.
O certo é que o melhor caminho para aproveitar o potencial educativo das redes socias, neste momento, é a formação continuada, o diálogo, a atitude de professor-pesquisador e o lançar-se, com medo, mas com a certeza de que existe algo ali na frente muito bonito e promissor!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

https://classroom.google.com/u/1/c/NjcxMDkzMjU5MVpa